Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish
O Tribunal de Contas da União (TCU) autorizou a a assinatura do contrato de renovação antecipada da Malha Paulista de ferrovias. No despacho interno na noite desta quarta-feira (20), o ministro Augusto Nardes liberou a assinatura de acordo com a proposta apresentada pelo Ministério da Infraestrutura e pela ANTT. Com isso, a expectativa é de que o contrato seja assinado na próxima semana. "Será a primeira renovação assinada dentro da linha do ProBrasil, de recuperação econômica do país. Estamos prestes a iniciar mais um capítulo importante para a maior revolução sobre trilhos de nossa história recente. Infraestrutura está sendo vista como deve ser: uma questão de Estado. Governo Federal, TCU e demais instituições trabalhando juntos para destravar a logística nacional", comemorou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. O parecer do ministro Nardes foi dado sobre o relatório da Secretaria de Fiscalização de Infraestrutura Portuária e Ferroviária (SeinfraPortoFerrovia), do…
A Ferroeste - Estrada de Ferro Paraná Oeste - fechou o mês de abril com desempenho histórico. A companhia bateu recorde de movimentação do volume transportado da região Oeste. Foi o mês com a maior movimentação da história da companhia, chegando a 160 mil toneladas transportadas – o melhor resultado tinha sido alcançado em abril de 2019, com 115 mil toneladas. As maiores cargas transportadas foram soja e contêineres refrigerados com frango para exportação via Porto de Paranaguá e de fertilizante e cimento para a cidade de Cascavel. Este recorde de movimentação foi obtido já no primeiro mês de atuação conjunta entra a Ferroeste e a Rumo. No início deste ano, o governador Carlos Massa Ratinho Júnior assinou um Contrato de Operações Especiais (COE) com a Rumo. Esse acordo comercial amplia a capacidade de escoamento da safra beneficiando o setor produtivo do Estado. “Os números comprovam a eficiência da nova…
O presidente da Scania na América do Sul, Christpopher Podgorski, disse nesta quinta-feira (19), em entrevista ao Valor, que teme pelo o colapso nas entregas de itens de primeira necessidades se não houver uma coordenação nacional para definir o que pode ou não parar no país.   O executivo considera essencial, antes de mais nada, que o serviço de entrega de peças e de manutenção dos caminhões nas concessionárias não seja interrompido.   “É importante que a sociedade encontre uma solução para definir o que são atividades essenciais; caso contrário, o transporte de itens como medicamentos, insumos hospitalares e os próprios alimentos para as pessoas que estão em casa vai parar”, destaca.   Podgorski disse que nos próximos dias, em que as fábricas de veículos estarão paradas, em férias coletivas, na maioria, é um “período ideal para refletir” sobre essa questão. A Scania tem participado, diz, de reuniões com entidades…
Com investimento R$ 15,5 milhões, a empresa Ziranlog, do grupo Ziran, acaba de aportar no Complexo Industrial Portuário de Suape. Gerando 95 empregos diretos e 120 indiretos, a operadora logística está localizada na Zona Industrial, com 5,6676 hectares de área. A Ziranlog armazena e transporta contêineres e, em Suape, vai atender diretamente importadores e exportadores do Porto, reforçando os prestadores de serviço no núcleo de apoio logístico do Complexo.   Original do Rio de Janeiro, a Ziranlog conta com outras cinco filiais espalhadas pelo Brasil: Guarulhos, Betim, Itaguaí, Vila Velha e Salvador. Há 17 anos no mercado, a unidade de Suape tem capacidade para armazenar até 15 mil TEUs (do inglês Twenty-foot Equivalent Unit - unidade equivalente a 20 pés). A empresa tem área total de 56.676 metros quadrados, sendo 54 mil metros quadrados de pátio e 2 mil metros quadrados de instalações físicas (escritórios). O pátio de contêiner também…
Embora os números do quarto trimestre, divulgados pela Rumo Logística (RAIL3) na quinta-feira (13), estejam dentro do esperado, as ações são precificadas mais pelas expectativas do que por fatos consumados. E, neste ponto, quem investir em seus papéis pode esperar bastante volatilidade nos próximos meses.   É o que afirma o Credit Suisse, em relatório assinado pelos analistas Felipe Vinagre e Alejandro Zamacona. O que mais chamou a atenção da dupla foi a ampliação do intervalo do ebitda estimado pela Rumo para 2020.   No guidance (conjunto de metas divulgadas) publicado com o balanço trimestral, a companhia estabelece uma faixa de R$ 4,15 bilhões a R$ 4,65 bilhões.   Segundo o Credit Suisse, a “boa notícia” é que o ponto médio desse intervalo, R$ 4,4 bilhões, é bem próximo do consenso do mercado. A má notícia é que a diferença de R$ 500 milhões entre o menor e o maior…
O Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica, Ambiental e Jurídica (EVTEAJ) do projeto da Ferroeste, ligando Paranaguá a Maracaju, no Mato Grosso do Sul deve ter início em abril. A empresa que fará o estudo terá doze meses para a elaboração, que contemplará 1.370 quilômetros, sendo mais de mil de Cascavel até Maracaju. A informação foi repassada pelo secretário de Estado de Produção, Jaime Verruck.   O estudo foi contratado em 2019. Os investimentos somente do Governo do Paraná somam R$ 6 milhões, como parte do contrato de financiamento do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).   O próximo passo seria a concretização da ligação Paranaguá-Maracaju, com integração do trecho intermodal Foz do Iguaçu-Cascavel. A programação contempla linhas Cascavel-Guarapuava-Litoral, cobrindo uma região estratégica para o País e o continente. A ligação teria 1.000 quilômetros. A ideia é que 50 milhões de toneladas de cargas,…
A Localfrio, uma das maiores companhias de logística do mercado brasileiro, com 66 anos de história, está colocando em marcha um ambicioso plano de reestruturação de suas operações. A companhia trocou o management, trouxe o executivo Thomas Rittscher, ex-diretor executivo da Wilson Sons Logística, para comandar os negócios, e acaba de fechar a captação de R$ 100 milhões por meio de emissão de Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI), para alongar dívidas de curto prazo e iniciar um novo ciclo de investimentos.   Originalmente focada no segmento de armazéns frigorificados e terminais alfandegados, a Localfrio planeja ampliar suas atividades e passa atuar como um operador logístico completo, com soluções integradas para grandes e médias empresas. “Nesta nova fase, estamos focados na identificação de oportunidades e geração de valor para clientes com operações nas cadeias logísticas de comércio exterior e supply chain” diz o executivo.   O CRI emitido em operação coordenada…
A VLI e a LD Celulose assinaram um memorando de entendimentos visando o transporte de celulose solúvel a partir de fábrica que será instalada nos municípios de Araguari e Indianópolis (MG).   Atualmente, a LD Celulose constrói no Triângulo Mineiro aquela que será uma das maiores linhas industriais de celulose solúvel do mundo. O termo assinado entre as partes prevê a movimentação do produto, pela ferrovia. Cada composição será formada por três locomotivas e 68 vagões (1.300 metros de extensão) epoderá transportar cerca de 4,5 mil toneladas da unidade até o Porto de Barra do Riacho (ES), o equivalente ao volume movimentado por cerca de 100 caminhões.   A localização é um elemento estratégico do negócio, que contará com conexões ferroviária – por meio da Ferrovia Centro Atlântica (FCA), concessionária controlada pela VLI – e rodoviária com portos do Espírito Santo e São Paulo.   A expectativa das empresas é…
Para dar continuidade às obras da ferrovia da Transnordestina Logística a partir de março do próximo ano, os acionistas da empresa, que tem a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) como controladora, têm pela frente o desafio de garantir R$ 836 milhões em recursos.   As obras foram retomadas em setembro deste ano, conforme noticiou o Valor à época. Atualmente, está em andamento a construção de dois trechos da ferrovia, com investimentos de R$ 257 milhões da CSN.   O empreendimento, que é de interesse do governo federal, vem sendo construído aos solavancos desde 2006, pois os recursos públicos previstos foram muitas vezes suspensos. O orçamento inicial dos 1.750 km de extensão, já mais que duplicou desde então. Já foram gastos cerca de R$ 6,5 bilhões e a estimativa da empresa é que faltariam ainda R$ 7 bilhões para concluir toda a obra.   A Transnordestina é uma ferrovia desenhada para unir…
Pagina 1 de 5