Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish
Dois dias após a decisão a favor da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) em uma das maiores disputas judiciais do setor, advogados do Grupo Libra ainda analisam a sentença arbitral. Em nota, a empresa minimizou o resultado por se tratar de uma sentença parcial. “O processo arbitral ainda não acabou”, destacou o Grupo Libra. Com o mesmo efeito da judicial, a sentença arbitral é final e irrecorrível. O processo, iniciado em 2016, também é mais rápido. Agora, a expectativa gira em torno da Centro de Arbitragem e Mediação da Câmara de Comércio Brasil-Canadá, que arbitrou o caso e, agora, definirá os valores a serem pagos pela empresa até setembro. Segundo a Codesp, o valor da condenação ultrapassará R$ 2 bilhões. A empresa terá cinco anos para quitá-la. Segundo a Docas, a sentença “refutou todos os pleitos do Grupo Libra que consistiam, em suma, no reconhecimento de fatos…
Projeto prioritário do governo e classificado como o "mais desafiador" pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, a Ferrogrão abrirá espaço para uma expansão de 71,1% na produção de soja e milho do Mato Grosso em uma década. Com a ferrovia, que promete ligar o Estado ao Pará, a safra poderia saltar das 63,18 milhões de toneladas registradas em 2018 para 108 milhões de toneladas em 2028, de acordo com projeções do Instituto Mato-Grossense de Estudos Agrícolas (Imea). "E isso, sem derrubar uma árvore", ressaltou Guilherme Quintella, presidente da Estação da Luz Participações (EDLP), que integra o consórcio interessado no projeto. Com menor custo logístico, os produtores teriam condições de expandir a área de produção. Para tanto, poderiam usar terras hoje dedicadas à pastagem. A área voltada à produção de grãos no Estado passaria de 14,86 milhões de hectares para 22,26 milhões de hectares. "A Ferrogrão faz todo sentido e vai…
O Sepetiba Tecon confirmou o início da operação de um novo joint service, composto pelos armadores PIL, Cosco e CMA CGM, que ligará a Ásia ao terminal. O serviço, chamado de SSA (Sino South America), terá escalas semanais de importação, sempre às quintas-feiras, e a previsão é que o primeiro navio atraque no Sepetiba Tecon na segunda quinzena de janeiro. Na Ásia, o novo serviço fará escalas nos portos de Qingdao, Xangai, Ningbo, Shekou e Cingapura. No Brasil, o Sepetiba Tecon será o primeiro terminal na escala de chegada e com isso oferecerá o menor transit time do serviço. Hoje, o Sepetiba Tecon possui serviços que atendem a Europa e a Ásia e dispõe de capacidade para receber navios de grande porte, concentrando e distribuindo cargas para os demais portos brasileiros. Para a Europa, são oferecidas escalas semanais de exportação. Para a Ásia, além do novo serviço de importação, o…
A Comissão de Infraestrutura (CI) deve iniciar os trabalhos em 2019 com a discussão de um projeto que permite à iniciativa privada a construção e a operação de suas próprias ferrovias. O PLS 261/2018, de autoria do senador José Serra (PSDB-SP), já foi aprovado pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), em dezembro. A “rodoviarização” do Brasil a partir dos anos 1960, quando se abandonou o sistema ferroviário para implantar o sistema rodoviário, levou o país ao retrocesso, argumenta Serra na justificativa do projeto. “As ferrovias transportam somente 15% das cargas no país. Em extensão de trilhos ativos, retrocedemos aos níveis de 1911, apesar de todos os avanços em produtividade e segurança. A grande maioria de nossas metrópoles está acometida de engarrafamentos que poderiam ser fortemente reduzidos pela extensão da rede de trilhos”, afirma. Na defesa do projeto, Serra ainda diz que há um mito de que o transporte de passageiros…
Na onda de um trabalho já feito pela equipe de Michel Temer, o presidente Jair Bolsonaro protagonizará leilões para concessão de uma ferrovia, 12 aeroportos e quatro terminais portuários que, juntos, mobilizarão investimentos estimados em R$ 7 bilhões. Na lista, estão o Aeroporto de Vitória e um terminal portuário na Capital. As taxas de outorga que serão pagas pelos vencedores dos leilões ao governo somam R$ 4,5 bilhões. O leilão de aeroportos, marcado para 15 de março, é considerado um gol já feito. As condições do negócio são elogiadas por interessados do mundo todo e há expectativa de disputa, especialmente pelo bloco de terminais do Nordeste, cujo principal ativo é o Aeroporto de Recife. O Aeroporto de Vitória será leiloado no Bloco Sudeste, juntamente com o Aeroporto de Macaé, no Rio de Janeiro, pelo valor de R$ 435 milhões. Irão a leilão, ainda, quatro terminais portuários. Três deles são localizados…
A ANTT, responsável pela regulação das atividades de prestação de serviços de transporte terrestre, fica vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Regional. Foto: Adamo Bazani (Diário do Transporte)/Clique para ampliar CBTU e Trensurb migram para o Ministério do Desenvolvimento Regional, que absorve os ministérios das Cidades e da Integração Nacional Por meio do Decreto nº 9.660, que dispõe sobre a vinculação das entidades da administração pública federal indireta, as agências ligadas ao setor de transportes passam a integrar o organograma do Ministério da Infraestrutura. sil; VII – ao Ministério da Economia: a) Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias S.A. – ABGF; b) Banco Central do Brasil; c) Banco da Amazônia S.A. – Basa; d) Banco do Brasil S.A.; e) Banco do Nordeste do Brasil S.A. – BNB; f) Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES; g) Caixa Econômica Federal – CEF; h) Casa da Moeda do Brasil…
O processo de retomada da autonomia dos portos públicos brasileiros, viabilizado no último dia 27, nas horas finais do mandato do presidente Michel Temer, terá o apoio do governo do presidente eleito Jair Bolsonaro, que começou oficialmente na tarde desta terça-feira (1º), com sua posse, em Brasília. A afirmação é do engenheiro Diogo Piloni e Silva, indicado para o cargo de secretário nacional de Portos, do futuro Ministério da Infraestrutura de Bolsonaro. Em entrevista exclusiva a A Tribuna, ele destacou a importância da medida, principalmente dos critérios estabelecidos para que os complexos marítimos voltem a coordenar os arrendamentos de suas áreas. “A maior autonomia administrativa dos portos é um valor defendido pela equipe do presidente Jair Bolsonaro. Estávamos cientes da portaria e a apoiamos. Mas é importante deixar claro que os portos têm de mostrar estar preparados para essa autonomia”, afirmou Piloni. O engenheiro atuava como diretor da área de…
A União das Entidades de Presidente Prudente (Uepp) lançou nesta quinta-feira (27) um “desafio” à concessionária Rumo, empresa responsável pela malha ferroviária do Oeste Paulista, a enviar relatórios de visitas com assinaturas de predispostos clientes com as propostas apresentadas e suas respostas, que subsidiaram ausência de demanda, já comprovada nos autos de um processo judicial, bem como a divulgar uma alternativa de ligação da região à propensa reinserção do trecho entre Bauru, Marília, Tupã e Panorama, na Alta Paulista. O “desafio” da Uepp foi lançado na véspera de uma reunião que a Rumo realizará nesta sexta-feira (28), às 9h, no Hotel Aruá, no Centro de Presidente Prudente, com empresários para discutir o transporte ferroviário de cargas na região. Segundo a Uepp, no comunicado que foi anunciado no “período curto” de uma semana de antecedência, a Rumo informou que o objetivo é apresentar o mapeamento da demanda por transporte ferroviário no…
O terceiro trimestre de 2018 fechou positivo para o setor portuário. De acordo com o Relatório da Associação de Terminais Portuários Privados (ATP), entre julho e setembro os Terminais de Uso Privado (TUP) tiveram uma variação positiva de 5,7%, em relação ao mesmo período em 2017, quando movimentaram 196,4 milhões/toneladas, equivalente a 67% do total de cargas do país. Dados da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) registram, também, o aumento global (portos públicos e privados) de 3,9%, totalizando 295 milhões/toneladas. Em uma análise de impacto econômico, no terceiro trimestre, o país também alcançou um aumento de 11,4% da Corrente de Comércio (movimentações de exportações e importações), comparado aos meses de 2017, com um montante de US$ 63,4 bilhões. No acumulado entre janeiro e setembro, o superávit calculado é de US$ 41,8 bilhões, conforme aponta o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), sendo US$177,1 bilhões em exportações e…
Pagina 8 de 226