Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish
A TLBR Logística, Administração e Participação, quinta empresa autorizada a explorar os pátios de triagem e estacionamentos para caminhões nas imediações do Porto de Suape, assinou, na manhã desta terça-feira (6), o contrato de adesão para implantação do empreendimento em Pernambuco. A empresa deverá investir R$ 20 milhões no projeto em Suape, até agora o maior valor previsto entre as empresas habilitadas. A assinatura aconteceu na sede administrativa de Suape, com a participação do vice-presidente do Complexo Industrial Portuário de Suape, Marcelo Bruto. Em janeiro, as empresas Sulog (R$ 10,6 mihões), Enertec (R$ 12,2 milhões), Cone Log (R$ 9,8 milhões) e a Êxito Importadora e Exportadora (R$ 15 milhões) firmaram seus contratos de adesão. Com a entrada da TLBR (R$ 20 milhões) no projeto, os investimentos para a implantação dos pátios somam R$ 67,6 milhões. Durante a assinatura, o diretor de Desenvolvimento e Comercial da TLBR Logística, Miguel Giacummo, sinalizou…
Após a homologação do novo canal de acesso, pós-dragagem, no ano passado, o Porto do Rio de Janeiro comemora a chegada de mais um navio de grande porte, com mais de 300 metros de comprimento. O conteineiro Santos Express, com 333m de LOA, 48,24m de boca e calado de 13,40m atracou em 3 de fevereiro, no terminal da Libra, no cais do Caju. Essa operação faz parte da segunda fase do Ramp Up, processo de transição de um porto para receber navios de maior porte de forma progressiva, com manobras experimentais em duas etapas principais. No Ramp Up 1, o Porto recebe navios de até 300 metros de comprimento e calados de até 14,10m e, no Ramp Up 2 (etapa atual), são recebidos navios com até 340 metros e calados de até 14,30m, do porte daqueles que atracam em grandes terminais europeus. O Santos Express é um navio da armadora…
Os transportes longitudinal estadual e interestadual e de travessia conduziram, em 2017, cerca de 9,8 milhões de passageiros e 3,4 milhões de toneladas de cargas. As estimativas são do relatório executivo referente ao estudo Caracterização da Oferta e da Demanda do Transporte Fluvial de Passageiros e Cargas na Região Amazônica, divulgado em 1º de fevereiro, em Manaus. A área de abrangência do levantamento compreendeu as principais unidades da Federação geradoras de fluxo fluvial na Região Hidrográfica Amazônica: Pará, Amapá, Amazonas e Rondônia. Antaq , Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviária (Fenavega) e Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial no Estado do Amazonas (Sindarma) promoveram a divulgação da pesquisa. Com a pesquisa, a Antaq trouxe a público os resultados da segunda edição do estudo, realizado novamente em parceria com a Universidade Federal do Pará (UFPA). O trabalho teve como objetivo caracterizar a demanda…
O Grupo TGA, empresa que fornece soluções para a consolidação de cargas terrestres e marítimas no Brasil e na América Latina, lança o Consolido.com.br, serviço de transporte rodoviário internacional de carga fracionada (Less Than Truck Load) para embarcadores que precisam transportar carga seca para os países do Mercosul, em tempo hábil para a distribuição de seus produtos na região. Trata-se de uma evolução de um serviço de carga fracionada já disponibilizado pela TGA. Agora, porém, a empresa assumiu a gestão de movimentar mais cargas de menos clientes em cada carreta. No Consolido.com.br é possível transportar, com saídas diárias, os itens de até três clientes por carreta, cada um deles ocupando até 1/3 do implemento. Segundo a empresa, a meta com o novo serviço é solucionar as dificuldades que os embarcadores de carga de lotação vêm enfrentando atualmente no modal rodoviário, com a falta de equipamentos para o transporte de seus…
Para aumentar a segurança e a confiabilidade brasileira nos processos de exportação e importação, a Receita Federal conta com uma certificação chamada de Operador Econômico Autorizado (OEA), concedida às empresas que buscam e aplicam melhorias para minimizar os riscos existentes nas operações de Comércio Exterior. A DC Logistics Brasil, entra para este criterioso grupo, sendo certificada na modalidade OEA Segurança. “Nosso comprometimento e confiabilidade foram novamente reconhecidos. No Brasil são poucos os agentes de carga que possuem essa certificação. Isso confere à nossa empresa o status de organização segura, confiável e eficiente nas operações”, frisa o Presidente da DC Logistics Brasil, Ivo Mafra. As empresas certificadas cumprem voluntariamente os critérios de segurança aplicados à cadeia logística ou das obrigações tributárias e aduaneiras, de acordo com a modalidade de certificação e demonstram atendimento aos níveis de conformidade e confiabilidade exigidos pelo Programa. A organização com certificação de OEA é considerada de…
Em pesquisa feita pela consultoria especializada OAG, Aeroporto Internacional Tom Jobim melhorou eficiência em relação ao ano anterior e teve cerca de 85,8% das partidas ocorrendo dentro do horário marcado. O RIOgaleão foi o aeroporto mais pontual em partidas da América Latina em 2017, entre aqueles terminais que recebem entre 10 e 20 milhões de passageiros por ano (além disso, também conquistou a quarta posição mundial). Segundo estudo divulgado pela OAG, empresa especializada em análise de dados aeronáuticos, 85,8% de todas as partidas no Aeroporto Internacional Tom Jobim ocorreram na hora marcada. Esse percentual é melhor que o registrado em 2016, quando 82,2% das decolagens ocorriam dentro do prazo no principal terminal do Rio de Janeiro. A pontualidade das partidas realizadas, no RIOgaleão, em 2017 ante 2016 representou um crescimento de 3,6%. Em média, saem do Aeroporto Internacional Tom Jobim cerca de 170 voos por dia. Praticamente uma partida a…
Principal terminal de exportação do Brasil, o Porto de Santos (SP) está preparado para o escoamento da safra de grãos deste ano, embora melhorias estejam no radar para garantir os embarques, disseram autoridades em nota. Os representantes se reuniram na terça-feira para discutir os planos relativos ao escoamento da safra de grãos deste ano, estimada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) em quase 230 milhões de toneladas, a segunda maior da história. Em 2017, milho, complexo soja (grão e farelo) e açúcar responderam por 60,6 por cento do total de exportações e 43,6 por cento do movimento geral de cargas operadas pelo Porto de Santos. Ao todo, o Porto de Santos movimentou um recorde de quase 130 milhões de toneladas de cargas no ano passado. Conforme o diretor executivo do Sindicato dos Operadores Portuários (Sopesp), José dos Santos Martins, os terminais estão plenamente capacitados para atender a chegada da safra…
O novo cais de Atalaia, berço 207, em Capuaba, Vila Velha, está com sua primeira operação de navios prevista para abril deste ano, já que conta com 140 metros prontos para atracação. O investimento aumentará em quatro vezes a capacidade operacional da Companhia, que representará 20% a mais na movimentação de cargas. O cais contínuo substituirá os antigos dolfins. O terminal será multiuso para cargas: granéis líquidos e sólidos, além de cargas gerais. A CODESA movimenta, anualmente, cerca de 7 milhões de t. Com os novos investimentos que têm sido realizados no Porto de Vitória e com a conclusão das obras de Atalaia, a expectativa é movimentar mais de 10 milhões de t./ano. Quando for concluída a obra, o novo cais contará com 278,9m de extensão, numa área total de 19.963 mil metros quadrados, sendo mais de 10 mil metros quadrados só de retroárea. Na conclusão, prevista para o segundo…
A Companhia das Docas da Bahia (CODEBA), empresa que administra os portos de Salvador, Aratu-Candeias e Ilhéus, inicia o ano com planos de se adaptar à Lei 13.303/2016, que institui normas relacionadas a boa governança, gestão de risco, transparência e controles interno; investimentos na manutenção da infraestrutura e de novas obras; e finalização e aprovação do Programa de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZ). Conforme a Assessoria de Comunicação da companhia, os três portos fecharam o exercício de 2017 com o melhor resultado operacional da história. Com o PDZ, acredita o diretor-presidente da companhia, Rondon Brandão do Vale, será possível definir com maior exatidão as estratégias a serem adotadas pela Companhia, como aquelas relativas a arrendamento de áreas disponíveis e as que estão desativadas ou em litígio que sejam do interesse dos usuários dos portos organizados. O gestor frisou a importância de intensificar ações que favoreçam ainda mais os portos públicos do…
Pagina 6 de 210