Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish
A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) realiza nesta quarta-feira (11/3), em sua sede em Brasília, a quarta e última audiência pública presencial referente à 6ª rodada de concessão de aeroportos.   O processo licitatório contará com leilão de 22 terminais, que serão concedidos em blocos regionais (Sul, Central e Norte). Outras três sessões presenciais já foram realizadas desde o início de março em Goiânia (2/3), Manaus (6/3) e Curitiba (9/3).   Durante a audiência, serão apresentados detalhes sobre o novo modelo de concessão. Ao final do evento, a ANAC disponibilizará um porta-voz para falar com os veículos de comunicação.   Como parte do processo regulatório de concessão, as audiências presenciais são uma oportunidade para que as partes interessadas possam apresentar sugestões de alteração do edital, manifestar dúvidas e fazer críticas ao documento.   As contribuições por escrito poderão ser encaminhadas até as 18h de 30 de março por meio…
Com investimento R$ 15,5 milhões, a empresa Ziranlog, do grupo Ziran, acaba de aportar no Complexo Industrial Portuário de Suape. Gerando 95 empregos diretos e 120 indiretos, a operadora logística está localizada na Zona Industrial, com 5,6676 hectares de área. A Ziranlog armazena e transporta contêineres e, em Suape, vai atender diretamente importadores e exportadores do Porto, reforçando os prestadores de serviço no núcleo de apoio logístico do Complexo.   Original do Rio de Janeiro, a Ziranlog conta com outras cinco filiais espalhadas pelo Brasil: Guarulhos, Betim, Itaguaí, Vila Velha e Salvador. Há 17 anos no mercado, a unidade de Suape tem capacidade para armazenar até 15 mil TEUs (do inglês Twenty-foot Equivalent Unit - unidade equivalente a 20 pés). A empresa tem área total de 56.676 metros quadrados, sendo 54 mil metros quadrados de pátio e 2 mil metros quadrados de instalações físicas (escritórios). O pátio de contêiner também…
O Centro Nacional de Navegação Transatlântica (Centronave) afirma que o início de ano mais fraco que o normal do comércio global de contêineres no primeiro trimestre de 2020 não está relacionado exclusivamente ao impacto do novo coronavírus (Covid-19) na China. A associação recomenda cautela com as informações sobre o impacto da epidemia no setor logístico brasileiro. Os armadores associados entendem que, embora começando a registrar impactos que podem ser justificados pela crise oriunda da epidemia, dado o grande número de contêineres retidos em portos chineses, não se pode também dissociar o fenômeno da paralisação na China que já é prevista anualmente.   "É importante contextualizar que o ano novo Chinês tradicionalmente afeta o embarque e recebimento de cargas pois são duas semanas praticamente paralisadas devido às festividades naquele pais — neste ano, especificamente de 25 de janeiro a 12 de fevereiro", salienta o Centronave, que reúne as 19 maiores empresas…
O Porto de Suape registrou a maior movimentação no mês de janeiro desde a sua fundação. Com o total de 2.397.838 toneladas de cargas, o volume é 45% superior ao acumulado no mesmo mês do ano passado e 31% maior do que janeiro de 2017, que até então sustentava o recorde do mês com 1.819.028 toneladas. O crescimento deve se repetir no mês de fevereiro, que ainda não teve a movimentação consolidada, com a perspectiva de chegar a cerca de 60% de acréscimo em relação a fevereiro de 2019.   O aumento verificado no primeiro mês do ano foi decorrente do crescimento dos granéis líquidos, principal carga movimentada no porto, que somaram 1.879.021 toneladas, 754 mil a mais que em janeiro do ano passado, representando uma alta de 67%. Esse índice é decorrente da elevação de carga da Refinaria Abreu e Lima (Rnest), que só em janeiro recebeu 759 mil…
Durante reunião realizada na terça-feira (3), entre representantes da Autoridade Portuária (Companhia Docas do Rio de Janeiro), Autoridade Marítima (Marinha do Brasil) e Praticagem, foram estabelecidos os parâmetros para a entrada de navios tipo New Panamax, com 367 metros de comprimento e 52 metros de boca, no Terminal Sepetiba Tecon do Porto de Itaguaí.   Essa classe de navios pode transportar até 14 mil TEU (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés). O calado de 15,4 metros permite esse tipo de operação, sendo um diferencial entre terminais portuários da costa leste da América do Sul.   Esse calado foi viabilizado após dragagens na área de manobra, na bacia de evolução e berços do terminal, além de simulações de atracação realizadas no Instituto Marítimo de Tecnologia e Pós-Graduação (MITAGS), nos Estados Unidos.   Fonte: Portos e Navios 
O governo recebeu relatos de efeitos pontuais do coronavírus sobre os fluxos de comércio do Brasil, mas a avaliação é que o surto não teve impacto sobre os dados agregados da balança comercial de fevereiro, afirmou nesta segunda-feira (02) o subsecretário de inteligência e estatísticas de comércio exterior do Ministério da Economia, Herlon Brandão.   Em entrevista, o técnico afirmou que exportadores de carne relataram um baixo movimento no começo do mês por não conseguirem desembarcar suas mercadorias por falta de contêiner e mão de obra nos portos chineses.   Segundo Brandão, a queda de preço da carne bovina verificada em fevereiro sobre janeiro –que segundo ele foi de 9,2%– pode "ser algum indício de impacto de coronavírus".   "No agregado da balança comercial não conseguimos enxergar impacto significativo (do coronavírus) agora, a não ser relato das empresas, que é mais rápido", afirmou.   O Brasil registrou um superávit comercial…
Algumas docas na China estão lotadas de contêineres de carga ou minério de ferro. Armazéns transbordam com mercadorias que não podem ser exportadas por falta de caminhões. E muitas fábricas estão ociosas porque os componentes não chegam a elas.   Enquanto Pequim tenta fazer pegar no tranco uma economia afetada pela epidemia do coronavírus, um dos maiores obstáculos está na indústria logística do país, parcialmente paralisada. A China tem alguns dos maiores e mais novos portos e aeroportos do mundo, mas usá-los tornou-se muito mais difícil por causa dos bloqueios de vias, quarentenas e fechamentos de fábricas.   O fretamento marítimo global foi uma das principais vítimas. Há mais volume ocioso nos cargueiros de hoje do que durante a crise financeira global de 2008, de acordo com a Alphaliner, serviço de dados de fretamento de cargas.   As diárias cobradas por petroleiros e cargueiros de maior capacidade tiveram queda de…
O Maranhão está na rota de cabotagem do mercado nacional e a expectativa é de forte crescimento a partir deste ano. A afirmação é do gerente nacional de Vendas Cabotagem da Aliança Navegação e Logística, Jaime Batista, após reunião com as lideranças da Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP). A partir deste mês, a Aliança Navegação e Logística, líder em cabotagem no Brasil, retomará a linha regular de contêineres no Porto do Itaqui, em São Luís, com maior frequência de escalas.   “Passamos alguns meses testando, monitorando a produtividade, um período também de muita prospecção de carga com resultados positivos junto aos empresários, o que nos motivou a investir na continuidade dos serviços na região”, disse o executivo. Segundo ele, a tendência é aumentar a movimentação com o incremento do índice de confiança do setor privado em relação à cabotagem, como acontece em outras regiões do País.   Atualmente, os…
Quinta, 27 Fevereiro 2020 09:43

Porto Itapoá cresce 14% em TEUs

Por
O anuário de portos publicado pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) apresenta o Porto Itapoá como o de maior crescimento entre os seis maiores portos brasileiros, com 735 mil TEUS movimentados em 2019, representando um aumento de 14%.   O resultado insere o porto catarinense na primeira posição entre os portos movimentadores de contêineres de Santa Catarina e o terceiro no Brasil.   Desde o segundo semestre do ano passado, o terminal apresentava uma retomada no crescimento do volume, especialmente com cargas de importações e transbordo. Em outubro já figurava na terceira posição e nos meses subsequentes manteve o resultado.   O Presidente do Porto Itapoá, Cássio Schreiner, enfatiza que os números de 2019 precisam ser comemorados como o resultado do trabalho intenso e profissional. “O Porto Itapoá nasceu do zero. Em um município que nos abraçou desde o princípio de nossas atividades mas, que nunca havia experimentado a…
Pagina 5 de 242