Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish
Leandro J. NascimentoDo G1 MT O anúncio de que os Estados Unidos abriram as portas para a carne suína brasileira reagiu de maneira positiva no setor produtivo da suinocultura em Mato Grosso. O estado, que em 2011 apresentou queda de 49% no volume de embarques deste produto para diferentes destinos do país, espera reduzir os impactos e retomar o crescimento. A liberação foi confirmada pelo Ministério da Agricultura (Mapa), na terça-feira (10), em Brasília. Inicialmente, somente Santa Catarina poderá vender carne in natura. Mato Grosso, ao lado do Rio Grande do Sul, Paraná, Minas Gerais e Goiás devem ser habilitados, mas somente para a venda da carne processada. Em 2011, as exportações do complexo de carnes suínas (entre in natura e processada) não atingiu 14 mil toneladas na unidade mato-grossense. Em 2010, por outro lado, foram mais de 26 mil toneladas. Em cifras, o embarque retraiu de US$ 72,8 milhões…
Ariel Palacios BUENOS AIRES - O governo da presidente Cristina Kirchner aplicará mais controles sobre os importadores argentinos a partir do dia 1º de fevereiro. Nessa data entra em vigência a resolução 3252 da Administração Federal de Ingressos Públicos ("Afip", a Receita Federal argentina) que determina que todas as empresas que desejem importar produtos do exterior deverão apresentar - de forma prévia - um relatório detalhado ao organismo de arrecadação tributária e outros organismos do governo. Por trás desta medida estaria o objetivo - a qualquer preço - do governo da presidente Cristina Kirchner de manter um superávit comercial com o mundo de pelo menos US$ 10 bilhões em 2012. Os analistas em Buenos Aires sustentavam que a medida cria um cenário no qual produto algum poderá ser importado sem a aprovação prévia da Secretaria de Comércio Exterior, Beatriz Paglieri. Ela está na órbita de influência de Guillermo Moreno, Secretário…
Depois de registrar fortes perdas no pregão de terça-feira, o dólar retomava parte de seu valor nesta quarta-feira e operava em ligeira alta nos primeiros momentos de pregão de hoje, em linha com a valorização externa da moeda. Por volta das 9h10, o dólar comercial operava em alta de 0,22%, cotado a R$ 1,803 na compra e R$ 1,806 na venda, com os contratos futuros para fevereiro em alta de 0,27%, a 1,815. No pregão de ontem, o dólar terminou em declínio de 1,85%, cotado a R$ 1,801 na venda, sendo que nos sete dias de negócios de 2012 o preço da moeda americana já caiu 3,64%. A recuperação do dólar também era vista perante outras moedas do mundo. O euro tinha queda de 0,16%, cotado a US$ 1,275, enquanto o Dollar Index, que mede o desempenho da moeda perante seis outras, avançava 0,14%, a 81.00 pontos. Fonte: Folha.com
DA REUTERS O governo do Malauí (país africano entre Zâmbia e Moçambique) assinou um acordo de US$ 1 bilhão com a Vale para construção e restauração de uma que vai transportar 18 milhões de toneladas de carvão de Moçambique, afirmaram autoridades nesta quarta-feira. A Vale Logística construirá uma nova linha férrea de 138,5 quilômetros a partir de Chikhwawa (sul) para fazer ligação com a que já existe em Balaka. A empresa também vai reabilitar 98,6 quilômetros da ferrovia entre Nkaya e Nayuchi. "A Vale vai investir cerca de US$ 1 bilhão no Malauí ao longo de três anos para construir e reabilitar a ferrovia e deve empregar 4,5 mil pessoas", declarou à Reuters o ministro dos Transportes, Sidick Mia. A ferrovia transportará pelo menos 5 milhões de toneladas em cargas de todos os tipos do Malauí. A distância de transporte de carvão de Moçambique pode ser cortada por meio do…
DA ANSA, EM BUENOS AIRES O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, confirmou à Argentina que o Brasil vai manter o bloqueio a embarcações com bandeiras das Ilhas Malvinas, segundo Buenos Aires. De acordo com um informe do Ministério das Relações Exteriores da Argentina, o chanceler Héctor Timerman contatou Patriota para abordar o tema. Ele também conversou com o chileno Alfredo Moreno e com o uruguaio Luis Almagro. O comunicado afirma que os três diplomatas "confirmaram que seus respectivos governos não modificaram sua posição" desde a última cúpula do Mercosul, em 20 de dezembro, quando foi acordado que nenhum país-membro do bloco permitiria a entrada de navios das Ilhas Malvinas em seus portos. No início da semana, porém, a imprensa uruguaia publicou que Almagro e o ministro britânico William Hague teriam concordado que as embarcações do arquipélago poderiam atracar em portos uruguaios se as bandeiras fossem trocadas pelas britânicas. A…
O Porto de Santos registrou um volume recorde em suas exportações de café no ano passado. A receita resultante desses embarques também atingiu uma marca histórica. Segundo dados divulgados no final da tarde de ontem pelo Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), o complexo santista embarcou 25.826.614 sacas de 60 quilos do grão em 2011, um aumento de 3,3% em relação ao total obtido no ano anterior, quando passaram pelos terminais da região 24.983.557 sacas de 60 quilos. A receita obtida com as vendas externas por Santos chegou a US$ 7,107 bilhões no último ano. Em 2010, foram US$ 4,447 bilhões. O crescimento foi de 59,81%.Tanto este índice como o obtido na comparação dos volumes embarcados foram superiores aos verificados no cenário nacional. Porto líder nas exportações de café no Brasil, o cais santista respondeu por 77,2% dos carregamentos nacionais em 2011, ou seja, mais de três de…
Nova relação entra em vigor este mês No dia 23 de janeiro entra em vigor a nova relação de entidades emissoras de certificados de origem preferenciais. A nova lista foi divulgada pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) no dia 23 de dezembro de 2011, com a publicação da Portaria Secex n° 45. Quando a portaria entrar em vigor, 50 entidades estarão autorizadas a prestar o serviço de emissão de certificados de origem preferenciais no Brasil. Por meio da Portaria Secex nº 33, de 27/12/2010, tornou-se público que a condição para emissão do certificado de origem é a adequação ao padrão da Associação Latino Americana de Integração (Aladi) que prevê, dentre outras exigências, a padronização informática de todos os campos do certificado de origem e o processamento online de documentos. Vislumbra-se, assim, que futuramente o certificado de origem seja emitido de maneira…
Por Rafael Bitencourt | De Brasília O governo federal resolveu, com mais de 15 anos de atraso, submeter as concessionárias de ferrovias ao seu primeiro ciclo de revisão tarifária. Ontem, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) divulgou a proposta de novos tetos tarifários para o transporte de cargas nos onze trechos concedidos a partir do processo de desestatização, iniciado em 1996. Ao longo da vigência dos contratos, as tarifas das concessionárias foram reajustadas sem análises mais aprofundadas sobre o transporte de cargas no país. A agência reguladora realizou apenas correções de preços anuais, pelo Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI). Já o processo de revisão tarifária está previsto para ocorrer a cada cinco anos. Neste caso, a ANTT também considera o cálculo das receitas necessárias à cobertura dos custos tributários, operacionais e a remuneração adequada das concessionárias pelo capital investido. A falta de revisão provocada pelas "lacunas regulatórias",…
Terça, 10 Janeiro 2012 11:05

ISPS CODE

Por
A Comissão Nacional de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis, por meio da Resolução nº 47, publicada no Diário Oficial da União de hoje, 10/01/12, definiu os critérios para a realização de auditorias nas instalações portuárias, tendo em vista o Código Internacional de Proteção de Navios e Instalações Portuárias (ISPS Code). De acordo com o normativo, a auditoria consiste na verificação da adequação da Avaliação de Risco e do Plano de Segurança com o ISPS Code e resoluções da Conportos, bem como da conformidade com as especificações, requisitos técnicos, normas de segurança e documentação exigidos. Fonte: Aduaneiras
Pagina 211 de 220