Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish
Aeronautas e aeroviários, que estão em dissídio, aceitaram 7% de reajuste.  Companhias aéreas, porém, concordaram só com 6,17%, relativos ao INPC. Aeronautas e aeroviários não chegaram a um acordo com as companhias aéreas, representadas pelo Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (SNEA) em audiência pública realizada nesta segunda-feira (19) no Tribunal Superior do Trabalho (TST) e, com isso,mantém a intenção de entrar em greve às 23h no dia 22 de dezembro por reajuste salarial. Nos próximos dias, porém, as partes deverão continuarão as tratativas, de modo a tentar chegar  a um acordo. Caso isso não aconteça, a questão poderá ser julgada, de forma liminar, no plantão do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que começa nesta terça-feira (20). "É uma atividade essencial. A paralisação no dia 22 não poderá, sem dúvida, alcançar toda categoria", disse a ministra Maria Cristina Peduzzi, vice-presidente do Tribunal. Os sindicatos, por sua vez, se comprometeram a manter…
A presidenta Dilma Rousseff vai se reunir nesta terça-feira (20) em Montevidéu com os presidentes de mais três países do Mercosul (Argentina, Paraguai e Uruguai). Um dos principais temas do encontro será a proposta brasileira e argentina de elevar a TEC (Tarifa Externa Comum) para uma lista de 100 a 200 produtos, como forma de proteger seus mercados dos efeitos da crise econômica internacional. Se aprovados, os aumentos não poderão superar a tarifa consolidada da OMC (Organização Mundial do Comércio) de 35%.  A proposta está sendo discutida nesta segunda-feira (19) pelos chanceleres e ministros da área econômica do Mercosul. Os governos brasileiro e argentino praticamente já chegaram a um acordo - mas falta vencer as resistências do Uruguai e do Paraguai. A prioridade do presidente do Uruguai, Jose Pepe Mujica, é incorporar a Venezuela como membro pleno do Mercosul. Para que isso ocorra, o Mercosul teria que modificar as regras…
Após a paralisação causada pelas denúncias que envolveram o Ministério dos Transportes este ano, a Valec deve retomar as obras nos principais eixos ferroviários do País no início de 2012, afirmou o diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Bernardo Figueiredo. De acordo com ele, a estatal está em negociação com as empresas contratadas para atenderem todas as recomendações do Tribunal de Contas da União (TCU) para a continuidade de cerca de 6 mil quilômetros de obras. Os principais projetos que devem ser retomados estão a Transnordestina, a conclusão da Ferrovia Norte-Sul até São Paulo e sua a extensão até Dourados (MT), além da Oeste-Leste, na Bahia, entre outros. Além disso, o governo planeja a modernização de mais seis mil quilômetros de ferrovias já concedidas, mas que estão defasadas em relação ao modelo atual de negócios. Tratam-se de ferrovias centenárias, como a São Paulo-Porto Alegre, a Vitória-Rio e a…
As concessionárias ferroviárias América Latina Logística (ALL) e MRS Logística traçam planos para que, aos poucos, as rodovias deixem de ser o principal caminho utilizado no transporte de contêineres entre o Porto de Santos e as áreas que o complexo atende no interior do Brasil. Com novos projetos em andamento, as companhias têm como meta aumentar a competitividade das ferrovias, ampliando as operações intermodais.  A ALL, através de sua controlada, a Brado Logística, pretende fechar o ano com uma média mensal de 1.500 contêineres movimentados. O volume equivale a cinco vezes a média mensal transportada no primeiro semestre. Em abril último, quando a empresa iniciou essas operações, apenas 300 cofres por mês seguiam para o Porto de Santos.  A previsão para o próximo ano é que sejam movimentados 3 mil contêineres por mês, do interior para o complexo santista. A meta está relacionada à aquisição de um novo tipo de…
O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) teve deflação de 0,07 por cento na segunda prévia de dezembro, ante alta de 0,40 por cento no mesmo período de novembro, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta segunda-feira. A queda foi puxada pelo atacado, com o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que responde por 60 por cento do IGP-M, em baixa de 0,38 por cento na segunda prévia, devido principalmente ao recuo de 1,81 por cento em Matérias-Primas Brutas, ante alta de 0,65 por cento no mesmo período do mês anterior. Nesse grupo, o movimento foi ditado pelo componente Minério de Ferro, que tombou 6,68 por cento, mais do que revertendo a alta de 2,23 por cento na segunda prévia de novembro. O grupo Bens Intermediários também contribuiu para a queda do IPA ao recuar 0,13 por cento, ante alta de 0,31 por cento. Apenas Bens Finais registrou acréscimo nos…
A Receita Federal divulgou na última sexta-feira o resultado da operação "Panos Quentes 3", iniciada em agosto, para combater as importações irregulares de peças de vestuário. - Segundo a secretária-adjunta da Receita, Zayda Manatta, 521 declarações de importações foram colocadas no canal vermelho pelo qual os fiscais do fisco analisam toda a documentação e a carga. Segundo ela, essas declarações representavam US$ 26 milhões em importações, das quais 44% apresentaram irregularidades, seja por fraude de origem ou na declaração do valor do produto, ou na declaração falsa do tipo de produto. Além disso, outras 133 declarações de importação foram colocadas no chamado canal cinza, onde a fiscalização ainda é mais rigorosa, pois abrange a análise da capacidade financeira das empresas. Segundo Zayda, do total de US$ 3,254 milhões importados pelo canal cinza, 70% ficaram retidos. "Os números mostram o nosso acerto no fortalecimento da fiscalização", afirmou a secretária. Para a…
Sexta, 16 Dezembro 2011 15:29

CSI e TGW formam joint venture

Por
Empresas unem serviços para oferecer soluções logísticas integradas na América do Sul O Grupo CSI firmou uma parceria, no dia 30 de novembro, com a empresa austríaca TGW para a constituição de uma joint venture com o objetivo de oferecer soluções para movimentação e armazenagem de materiais para o mercado sul-americano. O acordo entre as duas companhias prevê a aquisição de 50% das quotas da CSI por parte da TGW e a transferência de tecnologia da empresa austríaca para a CSI, que fabricará os produtos da companhia no Brasil em uma nova sede ainda em processo de definição. A TGW-CSI Indústria e Comércio de Equipamentos Industriais, nome da nova empresa, prevê um faturamento de cerca de R$ 100 milhões até 2016. Formado por três empresas – Conveyors & Solutions Integrated, Service & Maintenance e Logistics – o Grupo CSI é especializado em sistemas e soluções para movimentação automatizada, operações logísticas…
A Capitania dos Portos de Pernambuco inicia hoje a Operação Verão 2011/2012. Até o dia 15 de março, cento e vinte militares estarão atentos ao aumento do número de banhistas e embarcações por conta do verão. Em foco estarão a segurança da navegação e da vida humana no mar. Para isso, as ações de inspeção vão verificar itens como habilitação dos condutores; documentação das embarcações; material de salvatagem como coletes e boias salva-vidas; extintores de incêndio; luzes de navegação; lotação; e estado das embarcações. Durante a operação em Pernambuco, as ações de fiscalização serão intensificadas pela Capitania dos Portos em toda sua área de jurisdição, incluindo o Arquipélago de Fernando de Noronha. Ao todo estão escalados 120 militares com apoio de dez embarcações, incluindo lancha, jet ski e botes infláveis. Na última operação, foram inspecionadas 1.985 embarcações, sendo 226 notificadas e 10 apreendidas, sendo registrados quatro acidentes.  Fonte: http://www.pernambuco.com
Mais de 50 países colocam pressão sobre o que classificam como "comportamento protecionista" do Brasil, além de declararem um congelamento de suas tarifas de importação. Ontem um grupo liderado por Estados Unidos, Austrália e Canadá assumiu o compromisso de não elevar tarifas, como forma de tentar evitar que a recessão ganhe novas proporções. Mas a promessa se transformou em um ato de protesto contra o comportamento do Brasil e outros emergentes em elevar tarifas e aplicar políticas protecionistas. Para o governo da Austrália, a proliferação de medidas "vai certamente afetar o crescimento mundial em 2012". Enquanto os principais mercados emergentes e países ricos continuam se enfrentando na OMC, coube ao diretor da entidade, Pascal Lamy, deixar claro que essas diferenças de posição e essas disputas colocaram o próprio sistema multilateral do comércio hoje em uma "encruzilhada". As informações são do jornal O Estado de S.Paulo. Fonte: O Estado de S.Paulo
Pagina 211 de 214