Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish
A norma vem regular uma série de operações que já vinham acontecendo na prática do transporte de cargas pelos rios brasileiros à margem da legislação. A norma se aplica ao transporte de cargas na navegação interior interestadual e internacional. Fotos: CCS/ARI/Antaq. A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Transportes Aquaviários – Antaq aprovou, em sua última reunião, a Resolução Normativa nº 24, que estabelece critérios para celebração de acordos operacionais por Empresas Brasileiras de Navegação (EBN) autorizadas a operar na prestação de serviço de transporte de carga na navegação Interior de percurso longitudinal interestadual e internacional. A Resolução foi publicada na edição do Diário Oficial da União do dia 06 de julho último. A norma prevê a realização de acordos operacionais entre EBNs, e excepcionalmente entre EBN e empresa estrangeira de navegação no caso do transporte internacional, baseados no princípio da equivalência da capacidade de transporte, nas modalidades de cessão…
O Brasil, maior exportador mundial de soja, poderá ter de importar a oleaginosa dos Estados Unidos neste ano para atender à demanda de processadores locais, disse um executivo da Anec (Associação Nacional dos Exportadores) nesta quinta-feira (5). Se a demanda da China por soja brasileira aumentar diante da guerra comercial com os Estados Unidos, os processadores locais poderão ter de recorrer à importação de 500 mil a 1 milhão de toneladas dos Estados Unidos, disse Luis Barbieri em um evento em São Paulo. A China anunciou tarifas de 25% a uma série de produtos dos EUA, que devem entrar em vigor a partir desta sexta-feira (6). "Esse é um dos momentos mais incertos na história recente do comércio de grãos", disse Barbieri, referindo-se à disputa comercial. O Brasil, que também é um dos maiores produtores de soja do mundo, deverá exportar um recorde de 73,5 milhões de toneladas neste ano,…
A decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) que afastou, em caráter liminar, as restrições contidas na resolução normativa 1/2015 produziu efeitos positivos ao mercado, na visão de alguns agentes. A Associação dos Usuários dos Portos do Rio de Janeiro (Usuport-RJ) acredita que a cautelar, concedida no final de fevereiro, gerou mais concorrência e permitiu que outras empresas, sobretudo as de menor porte, conseguissem crescer atuando em novos mercados. Para a entidade, a entrada de novas empresas permite outras possibilidades de logística com cabotagem e favorece o desenvolvimento do setor. A associação diz que, historicamente, as grandes empresas selecionam as cargas que preferem transportar por cabotagem e passam a dimensionar o tamanho do mercado. O entendimento é que, quando as empresas aumentam o faturamento, ampliam possibilidade de obterem créditos para construírem embarcações. Os usuários do Rio alegam que, para o grupo de grandes empresas, é interessante manter o mercado…
O Grupo Porto Seco Centro Oeste, controlador do empreendimento de mesmo nome localizado no Distrito Agroindustrial da cidade de Anápolis (GO), é o novo operador logístico do Terminal de Cargas (Teca) do Aeroporto Internacional de Belém. A transição da gestão do terminal faz parte do novo modelo comercial da Infraero, que inclui a expansão do portfólio de serviços e de produtos de logística integrada e a ampliação da parceria com a iniciativa privada, como já aconteceu nos aeroportos de Goiânia, Curitiba, Vitória, São José dos Campos (SP) e Recife. “Chegamos a Belém para trazer nossa experiência de 20 anos à frente do Porto Seco de Anápolis, para somar conhecimentos, realizar grandes e potenciais negócios na região e para fazer do terminal de Belém um dos maiores terminais do modal aéreo do Norte do Brasil”, comenta o diretor de Operações do Grupo Porto Seco Centro Oeste, Everaldo Fiatkoski Jr. De acordo…
A greve dos caminhoneiros já acabou há um mês, mas em alguns lugares, os agricultores ainda sentem os efeitos da paralização. Não foi divulgada uma nova tabela de fretes e por isso, no Paraná, os armazéns estão lotados de soja, à espera de transporte. Uma nova audiência para definir a tabela de fretes foi marcada para o dia 27 de agosto. No armazém de uma cooperativa, em Cascavel, no oeste do Paraná, a soja e o milho, viraram uma montanha de problemas. Apenas metade da frota de 40 caminhões está circulando. Mais de 100 mil toneladas de soja estão à espera de transporte: “O prejuízo está sendo grande para as empresas armazenadoras, para as empresas que compraram os produtos, para os portos que estão com navios esperando as cargas, e nos portos também há navios para descarregar os fertilizantes para trazer para o interior, já que já se aproxima a…
A operadora de carga ferroviária MRS Logística deu início, neste mês de junho, a um serviço intermodal que tem como destino a cidade de Conceição do Mato Dentro (MG). Por meio dessa operação, 2 mil toneladas de cargas conteinerizadas seguirão para a planta da Anglo American localizada no município mineiro. As cargas, importadas, chegam ao Brasil pelo Porto do Rio de Janeiro e serão levadas até Conceição do Mato Dentro graças ao serviço prestado pela MRS, que integra os transportes ferroviário e rodoviário. Na última quarta-feira, dia 12 de junho, o terminal da Multilift localizado em Sete Lagoas (MG) recebeu por ferrovia 17 contêineres de 20 pés provenientes do porto fluminense, que seguem então de caminhão em big bags até a Anglo American. Os trabalhos envolveram 490 toneladas de bolas de moinho importadas da Espanha. “Foi a primeira operação com cargas em contêineres realizada no terminal intermodal da Multilift, e…
A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) marcou para 28 de setembro de 2018 a realização do leilão que vai arrendar uma área de 22 mil metros quadrados do Porto de Santana, um dos principais do Norte do país. O lance mínimo da disputa é de pouco mais de R$ 5 milhões e o investimento inicial está previsto em R$ 60 milhões. A concessão será de 25 anos e o espaço será cedido para a movimentação de carga vegetal, com foco no cavaco de madeira, extraído de árvores para a produção de celulose e móveis em geral. O porto, que fica às margens do rio Amazonas, é gerido pela prefeitura através da Companhia Docas de Santana (CDSA). Mesmo com o leilão a concessão da administração do porto continua com o poder público. O espaço colocado em leilão é parte do utilizado desde a década de 1990 pela empresa Amapá Florestal…
Ainda aguardando autorização do poder concedente, o comando da Santos Brasil estima investir até R$ 100 milhões no Tecon Santos em 2018. Segundo o diretor financeiro da Santos Brasil, Daniel Doria, o principal desembolso seria nas obras de extensão do cais, que dependem de autorização da Codesp, autoridade do porto de Santos. Além disso, a companhia deve realizar desembolsos para substituição de equipamentos, como guindastes de cais. “[Além do cais] o restante dos investimentos são em equipamentos que trazem ganhos de produtividade. Não podemos perder nossa liderança no Tecon Santos”, afirmou Doria em teleconferência sobre os resultados do primeiro trimestre. Atualmente, a empresa detém uma fatia de 34,2% da movimentação do porto de Santos. Greve Segundo o comando da Santos Brasil, a greve dos caminhoneiros deve afetar os resultados do segundo trimestre da companhia. De acordo com o diretor comercial, Marcos Tourinho, a empresa ficou 11 dias sem receber cargas…
A Locar coloca em operação em 10 de julho a primeira balsa lançadora de dutos em águas rasas inteiramente construída em território brasileiro. Pronta desde 2013, a Locar Pipe será utilizada pela primeira vez na estruturação de uma termoelétrica em Sergipe. A embarcação tem 87,5 metros de comprimento, 30 metros de largura e seis metros de calado. Para suaa construção foram investidos R$140 milhões, considerando valores dos equipamentos, projetos, profissionais envolvidos e peças fabricadas. “Este foi o maior investimento em um único equipamento feito pela Locar Guindastes e Transportes Intermodais. Acreditamos no potencial da embarcação, na utilidade e relevância em construir algo genuinamente brasileiro”, explica José Henrique Bravo Alves, vice-presidente da empresa. A contratação da balsa foi feita pela Sapura Energy do Brasil, empresa terceirizada pela Celse (Centrais Elétricas de Sergipe) para construção da Usina Termoelétrica Porto de Sergipe, que integrará o Complexo de Geração de Energia Governador Marcelo Déda…
Pagina 10 de 220