Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish
A comunidade portuária pode, a partir desta quarta-feira (18), contribuir para a elaboração dos editais e dos contratos de arrendamento de dois terminais do Porto de Santos. Ambos serão especializados na movimentação de celulose têm leilão previsto para abril do próximo ano. O período de consulta pública aberto pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) vai até as 23h59 de 1º de novembro. As contribuições, subsídios e sugestões servirão para o aprimoramento das minutas jurídicas e técnicas necessárias para os arrendamentos. Após esse trâmite, os estudos serão submetidos ao Tribunal de Contas da União (TCU). Uma vez autorizados os estudos, pela corte, será publicado o edital, o que deve ocorrer no início do ano que vem, segundo as expectativas do Ministério da Infraestrutura. Os lotes a serem arrendados são o STS 14 e o STS14A. Ambos estão localizados na Ponta da Praia, onde hoje está o terminal de contêineres do…
A Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), estatal que administra o Porto de Santos, passou a ter sua administração subordinada ao Ministério da Economia. A empresa também foi autorizada a abrir capital, além de repactuar alguns acordos comerciais. A medida é uma determinação do presidente da República, Jair Bolsonaro, que transferiu para a pasta todas as empresas incluídas no Plano Nacional de Desestatização (PND). A nova regra foi publicada no Decreto nº 10.006, em 5 de setembro. No fim do mês passado, o Governo Federal anunciou o plano de privatizar nove estatais, entre elas a Docas. Telebras, Correios, Dataprev e Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) também estão nesta lista, assim como a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp). Segundo expectativas do Ministério da Infraestrutura, a contratação dos estudos para a desestatização da autoridade portuária deve ser concluída até o fim deste ano.…
O Porto de Roterdã e o Canal do Panamá assinaram um Memorando de Entendimento (MOU) com o objetivo de promover comércio entre a Europa e a Costa da América do Sul. O Memorando estabelece que as duas entidades devam colaborar entre si para incentivar o crescimento econômico por meio de trocas de informações sobre oportunidades de negócios, o que inclui parques logísticos e projetos de desenvolvimento portuário. Podendo ser renovado por mais dois anos, o acordo permitirá que as organizações troquem dados sobre capacidades tecnológicas destinadas ao melhoramento na eficiência do transporte com possibilidade de redução de custos. Além disso, o MOU inclui a troca de estudos de mercado, trânsito, bem como planos de modernização e programas conjuntos de treinamentos, sem contar nos estudos e projetos de marketing entre as partes envolvidas. Este acordo surge numa boa fase para ambas as partes. Isso porque, nos primeiros seis meses deste ano,…
O estaleiro Rio Grande, no Litoral Sul do Rio Grande do Sul, ganhou uma nova finalidade após o cancelamento das construções de plataformas de petróleo. A Ecovix, administradora do estaleiro, que está em recuperação judicial, foi um dos alvos da Operação Lava Jato. A estrutura agora serve de base de apoio para carregar grandes navios. As embarcações muitas vezes deixam o Porto de Rio Grande sem estarem totalmente carregados em função da profundidade do canal, o que traz risco de encalhamento. Três operações desse tipo foram autorizadas pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários. A Superintendência dos Portos do Rio Grande do Sul quer autorização dos órgãos reguladores para tornar isso mais frequente. Com a parada no estaleiro, onde a profundidade é maior porque o canal foi dragado, as embarcações podem ser carregadas com o que faltava. Graças à operação, os navios podem deixar o porto completamente carregados, o que contribui…
A Bunge, uma das maiores empresas de agronegócio e alimentos no Brasil, informou nesta quinta-feira acordo para adquirir 30% da Agrofel Grãos e Insumos, revenda do Rio Grande do Sul que também origina por ano mais de 1 milhão de toneladas de grãos, entre soja, milho e trigo. Com o negócio, a multinacional com sede nos Estados Unidos pretende ampliar a sua capacidade de obter grãos no Rio Grande do Sul, Estado que deverá disputar na safra 2019/20 com o Paraná o posto de segundo produtor brasileiro de soja. A originação de grãos é um dos principais negócios da Bunge no Brasil, país que é o maior exportador global de soja e o segundo em milho. “Unir o amplo relacionamento e a expertise da Agrofel com produtores locais à nossa gestão logística e capacidade existente de originação no Brasil é ideal para aumentarmos nossa capilaridade de originação em um dos…
Os estudos para a concessão do terminal de cargas do Porto do Mucuripe, em Fortaleza, devem ser apresentados pelo Governo Federal no primeiro semestre de 2020. A informação foi confirmada, ontem (10), pelo secretário Nacional de Portos e Transportes Aquaviários do Ministério da Infraestrutura, Diogo Piloni, que esteve no Ceará para a primeira reunião com a nova diretora da Companhia Docas. Ele também visitou o Porto do Pecém. "Sem dúvida alguma (há intenção do Governo em conceder o Porto do Mucuripe). A gente está agora olhando o terminal de passageiros, mas por certo, nós temos dentro do Porto uma série de oportunidades que estão sendo estudadas na movimentação de cargas a granel. A gente, hoje, tem no radar a concessão do Porto como um todo", aponta Piloni. Na semana passada, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, afirmou, em uma rede social, que o Governo vai conceder os terminais…
A Antaq realizará consulta e audiência públicas, no período de 18 de setembro a 1º de novembro de 2019, visando obter contribuições, subsídios e sugestões para o aprimoramento das minutas jurídicas e técnicas (edital de licitação, contrato de arrendamento, documentos técnicos e seus respectivos anexos), necessários à realização de certame licitatório referentes aos arrendamentos abaixo elencados: I – Terminal portuário destinado à movimentação e armazenagem de celulose, localizado no porto organizado de Santos, denominado STS14; II – Terminal portuário destinado à movimentação e armazenagem de celulose, localizado no porto organizado de Santos, denominado STS14A. As minutas jurídicas e os documentos técnicos relacionados a este aviso estão disponíveis no site da Antaq. https://web.Antaq.gov.br/Sistemas/LeilaoInternetV2/PaginaPrincipal.aspx Serão consideradas pela Agência apenas as contribuições, subsídios e sugestões que tenham por objeto as minutas colocadas em consulta e audiência públicas. As contribuições poderão ser dirigidas à Antaq até às 23h59 do dia 01/11/2019, exclusivamente por meio…
O exportador brasileiro enfrenta ao menos 43 barreiras comerciais impostas por países que compõem o G-20, segundo levantamento da Confederação Nacional da Indústria (CNI), obtido com exclusividade pelo Estadão/Broadcast. A previsão da instituição é que o número chegue a 50 até o final do ano. Diversos produtos exportados pelo Brasil são alvo de algum tipo de entrave no comércio internacional que passam por cotas, questões sanitárias, controle de preço e subsídio. Um dos casos destacados envolve o suco de laranja, que é hipertaxado em países como China e Japão. No caso do Japão, o suco brasileiro paga tarifa de importação de 25,5% por conter mais de 10% de sacarose. Para sucos de outros países, a tarifa é 21,3%. Na China, o imposto de importação varia de acordo com a temperatura do produto: caso este seja exportado abaixo de -18ºC, é cobrada uma tarifa de 7,5%; se chegar com uma temperatura…
O governo planeja aumentar o número de navios estrangeiros no país a fim de expandir a navegação de cabotagem – transporte de cargas ao longo da costa brasileira. A proposta estará em um projeto de lei a ser enviado pelo governo ao Congresso Nacional. O projeto faz parte do programa BR do Mar, criado para incentivar o transporte de mercadorias por cabotagem. A expansão da cabotagem ajudaria a reduzir a quantidade de caminhões que fazem transporte de carga de longa distância por rodovias. Segundo dados da Confederação Nacional do Transporte (CNT), 162,9 milhões de toneladas foram transportadas em 2018 por meio da cabotagem, um aumento de 4,1% em relação a 2017. Atualmente, o modal responde por 11% do mercado de transporte de cargas. BR do MarA proposta, segundo o secretário de Portos e Transportes Aquaviários do Ministério da Infraestrutura, Diogo Piloni, é aumentar a concorrência e retirar barreiras do setor.…
Pagina 1 de 229