Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish
Quinta, 26 Novembro 2015 18:40

Grupo Chibatão informatiza processos de importação e exportação

Por

Entre as vantagens do novo módulo está a diminuição do tempo de liberação de mercadorias

O Grupo Chibatão irá realizar seus processos de importação das cargas do Polo Industrial de Manaus de forma mais ágil até o fim desse ano. O grupo vai implantar o Sigvig (Sistema de Informações Gerenciais para Importação), em seu terminal portuário, com desenvolvimento do software para controle. O modulo madeira do sistema é realizado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, destinado a controlar as fiscalizações sobre embalagens e suportes de madeira para eliminar a burocracia documental e otimizar as ações da fiscalização do Vigiagro/Mapa.

Entre as vantagens do novo módulo está a diminuição do tempo de liberação de mercadorias, uma vez que em alguns casos, o importador e o terminal portuário já sabem com até 48h antes do navio atracar qual contêiner serão inspecionados e quais já estarão liberados pelo ministério.

De acordo com o diretor executivo-geral do Grupo Chibatão, Jhony Fidelis dependendo da sua origem e/ou destino de cada produto o sistema tem requisitos específicos para importação. “O sistema fornece essas informações em tempo real aos interessados, que podem fazer o requerimento de fiscalização via internet. Os dados estatísticos armazenados são utilizados para o gerenciamento dos procedimentos de controle do trânsito internacional de produtos e insumos agropecuários”, explicou.

O novo sistema altera o procedimento anterior, baseado na apresentação de requerimentos impressos, para a troca de informações eletrônicas em conjunto com os terminais alfandegados. Ainda segundo Fidelis, com a eliminação da burocracia documental, a fiscalização consegue processar um número maior de cargas.

O Sigvig já é utilizado em 17 recintos alfandegados no Brasil, atendidos pelo Serviço de Vigilância Agropecuária no Porto de Santos.

Fonte: Guia Marítimo