Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish
Quinta, 08 Maio 2014 09:32

União de ALL e Rumo deve ficar para 2015

Por SAC Clipping

A análise do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) de uma possível incorporação da América Latina Logística (ALL) pela Rumo, do Grupo Cosan, pode se estender até 2015. Segundo o diretor-financeiro e de relações com investidores da ALL, Rodrigo Campos, o Cade tem prazo legal de 330 dias para anunciar uma decisão assim que o processo é submetido à sua análise. A operação será submetida, nesta quinta-feira, à assembleia geral de acionistas da ALL em Curitiba. 

Campos, no entanto, afirmou que é difícil prever um prazo para a finalização de um eventual processo no Cade. "O melhor a se fazer, caso a operação seja aprovada pelos acionistas, é prover o Cade de todas as informações para que o órgão analise o negócio o quanto antes", disse o executivo, durante teleconferência com analistas. 

No último dia 15, o conselho de administração da ALL aprovou a proposta da Rumo para combinar as atividades das duas empresas, mediante a incorporação das ações de emissão da concessionária pela subsidiária da Cosan. A proposta recebida pela ALL em fevereiro fixou um valor de referência à companhia de R$ 6,958 bilhões, o equivalente a R$ 10,184 por ação. A Rumo valeria R$ 4 bilhões, ou R$ 3,90 por ação. Rumo e seus acionistas (TPG e Gávea) terão 36,5% do negócio.

Os executivos da ALL evitaram comentar o possível acordo com a Rumo, alegando que apenas hoje será realizada a assembleia de acionistas. O conselho da ALL já aprovou a proposta, mas uma combinação das empresas, que enfrentam disputas na justiça envolvendo descumprimentos de contratos, só deve ocorrer após aprovação de órgãos reguladores. 

Fonte: A Tribuna