Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish
Negócios e Oportunidades - SAC Armazenagem & Modais
Para Márcio Holland, secretário da Fazenda, cenário neste ano é de aumento dos investimentos e crescimento da economia.   BRASÍLIA - Depois de um início do ano de piora nas expectativas, o secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Márcio Holland, afirma que a economia brasileira está recuperando a confiança e o que o País vai continuar na trajetória de bons e sólidos resultados fiscais. Na sua avaliação, o quadro macroeconômico e fiscal não será empecilho para o aumento dos investimentos e o crescimento da economia. "Não há motivo nenhum para acreditar que haja algum empecilho advindo do quadro macroeconômico brasileiro", afirma o secretário.   Segundo ele, o Brasil vem praticando uma política de consolidação fiscal de muitos anos. "Não estamos falando de uma política de um ano, dois anos. Há muitos anos o Brasil vem fazendo excelentes resultados primários", diz.   Em entrevista exclusiva ao Estado, Holland avalia que…
Terça, 28 Janeiro 2014 13:25

Empresa da ALL firma parceria com MRS

Por
Com o objetivo de agilizar o transporte ferroviário de contêineres entre o Porto de Santos e Campinas, a Brado Logística, braço da concessionária ALL Logística, firmou uma parceria com sua principal concorrente. Desde setembro, a empresa utiliza a malha da MRS Logística para trazer ou levar caixas metálicas até o complexo santista. Agora, ela busca clientes para ampliar o serviço entre Suzano e São José do Rio Preto, no Interior do Estado. Desde setembro passado, entre 300 e 400 contêineres de clientes da Brado são transportadas mensalmente pelas linhas da MRS. Mas, de acordo com o diretor da Brado Logística, Silvio Fernandes, há potencial para o transporte de até 12 mil caixas metálicas por mês. Economia de tempo e diversificação do atendimento aos clientes foram os principais fatores que levaram as empresas a firmar a parceria. Enquanto a viagem de Santos até Campinas leva cerca de 72 horas pelas linhas…
Bloco está localizado em águas ultraprofundas no pré-sal e foi arrematado pelo consórcio liderado pela Petrobras em 21 de outubro   São Paulo - A Petrobras informou nesta quinta-feira, 23, que o consórcio formado por ela (40%), Shell (20%), Total (20%), CNPC (10%) e CNOOC (10%), juntamente com a Pré-Sal Petróleo (PPSA), aprovou, em reunião do Comitê Operacional realizada no dia 21, o programa de trabalho e o orçamento do bloco de Libra para 2014. Para a realização das atividades, foi aprovado um orçamento global entre US$ 400 milhões e US$ 500 milhões de dólares em 2014. O bloco de Libra está localizado em águas ultraprofundas no pré-sal da Bacia de Santos, e foi arrematado pelo consórcio liderado pela Petrobras em 21 de outubro. Conforme o comunicado da estatal, as principais atividades que compõem o programa de trabalho incluem: o reprocessamento sísmico de toda a área do bloco; a perfuração de dois poços com…
O risco de novos congestionamentos nas estradas de acesso ao Porto de Santos, durante o escoamento da safra agrícola a partir do próximo mês, uniu Governo Federal e caminhoneiros da região. Representantes do Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens da Baixada Santista e Vale do Ribeira (Sindicam) estiveram na Capital Federal para ouvir os planos do Governo e ainda apresentar sugestões ao grupo designado para cuidar do assunto. Em pouco mais de dez dias, a Baixada Santista poderá reviver uma situação que aconteceu no ano passado e dificultou a vida de moradores e turistas. No primeiro trimestre de 2013, com o grande volume de caminhões graneleiros em direção ao cais santista, as estradas de acesso ao Porto ficaram completamente congestionadas. Os atrasos fizeram até com que importadores chineses desistissem de cargas programadas para serem embarcadas em Santos. E, para que as cenas não se repitam neste ano, o Governo…
O Porto de Paranaguá irá duplicar os acessos ao cais comercial com a construção de duas novas portarias e a reforma do portão principal.   As obras começam nos próximos dias e, com isso, as portarias de acesso terão 12 balanças rodoviárias, o dobro do que existe atualmente.Serão investidos R$ 4,7 milhões em recursos próprios da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) para a realização das obras.  “Ampliando a quantidade de balanças de acesso ao cais, o recebimento de cargas vai ficar duas vezes mais ágil, otimizando o fluxo de entrada e saída de cargas. Além disso, com uma nova estrutura de escritórios, mais moderna, vamos dar melhores condições de trabalho para os funcionários da Appa”, afirma o secretário estadual da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho. De acordo com o superintendente da Appa, Luiz Henrique Dividino, a crescente movimentação de caminhões e o aumento na movimentação das cargas…
Um porto ainda distante dos holofotes no Brasil, mas que ocupa o quarto lugar no ranking de escoamento de grãos, está no centro das atenções da gigante japonesa Marubeni. A companhia, que desde 2011 controla o Terlogs, um terminal marítimo de grãos em São Francisco do Sul, em Santa Catarina, traçou um plano de expansão que deve absorver investimentos da ordem de R$ 200 milhões, conforme antecipou o Valor PRO, serviço de informação em tempo real do Valor.A obra, entretanto, ainda depende do sinal verde do governo federal. "Já temos a licença ambiental, mas ainda não recebemos do governo uma proposta a respeito de que modelo poderá ser utilizado para que o berço seja feito", afirma José Kfuri, presidente e CEO da operação de grãos e logística da Marubeni no Brasil.O projeto envolve a construção de um novo berço (local de atracação de navios), o "401", que deve demandar de…
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) publica nesta quarta-feira uma decisão administrativa que oficializa um novo rumo para a duplicação do lote 1 da BR-280, entre o porto de São Francisco do Sul e a BR-101, cujo processo está paralisado desde dezembro por uma liminar da Justiça Federal de Florianópolis. Em vez de esperar por uma decisão da Justiça, o órgão vai homologar a terceira colocada na licitação, a Sulcatarinense, como a vencedora do processo. Os grupos que ficaram em primeiro e segundo lugares serão desabilitados. No último dia 8, o DNIT convocou a Sulcatarinense a apresentar uma nova proposta — de R$ 302,5 milhões para a realização das obras. Antes, o valor era de R$ 313,2 milhões. Também devem ser oficializados os motivos da desclassificação dos consórcios BTE e Continental-Pavia-Sogel, primeiro e segundo lugares no processo de licitação. Ao entrar na Justiça em dezembro, a Sulcatarinense tinha…
O Departamento Hidroviário do Estado de São Paulo abriu uma licitação para a contratação de projetos e estudos para a construção de quatro portos na hidrovia Tietê-Paraná.     O serviço, orçado em R$ 10,7 milhões,engloba a elaboração dos projetos básicos e executivos, dos estudos ambientais (EIA-RIMA) das obras e da análise de mercado e de modelos de exploração dos terminais, que vão movimentar cargas integrados com as ferrovias que cortam o Estado. As propostas das empresas interessadas serão abertas no próximo dia 29, na Capital. De acordo com o Departamento Hidroviário, vinculado à secretaria paulista de Logística e Transportes, o prazo de execução dos serviços é de nove meses após a assinatura do contrato com a empresa vencedora da licitação e a emissão da ordem de serviços. A previsão é de que as obras e os arrendamentos comecem no próximo ano. Os quatro portos Ártemis, Araçatuba, Rubineia e Salto…
Quinta, 09 Janeiro 2014 14:17

BNDES libera R$ 630 mi para Pecém

Por
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou na última terça-feira a aprovação de um financiamento de R$ 630,5 milhões para a segunda etapa das obras de ampliação do Porto de Pecém, um projeto do Governo do Ceará.   O investimento total na segunda etapa da expansão do complexo portuário, localizado no município de São Gonçalo do Amarante, é de R$ 700,5 milhões. O BNDES financiará 90% do valor do projeto. Segundo o banco, estão previstas as construções de dois berços de atracação, a partir da ampliação de 600 metros do cais acostável existente no Terminal de Múltiplo Uso; uma retroárea de 69 mil metros quadrados; uma nova ponte de acesso, com 1.520 metros de extensão; e o alargamento transversal de 33 metros do quebra-mar existente. As obras serão importantes para atender a demanda da Companhia Siderúrgica do Pecém, que está sendo implantada na área do Complexo Industrial…
Pagina 8 de 20