Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish
Negócios e Oportunidades - SAC Armazenagem & Modais
Mais uma pesquisa global aponta, em números, o que os brasileiros já sabem muito bem na prática: os aeroportos brasileiros estão entre os piores do mundo quando o assunto é infraestrutura e eficiência de serviço. Entre os 14 aeroportos brasileiros mais movimentados, que fizeram parte do levantamento realizado pela Proteste Associação de Consumidores, apenas o de Recife foi classificado como “bom”, de acordo com a avaliação dos próprios passageiros. A pesquisa envolveu mais de 150 aeroportos de todo o mundo, sendo consideradas as respostas de 9 mil questionários enviados a pessoas de seis países: Brasil, Bélgica, Portugal, Espanha, França e Itália. Entre os brasileiros, também foram avaliados os aeroportos de Porto Alegre, Natal, Viracopos, Florianópolis, Curitiba, Salvador, Congonhas, Galeão, Fortaleza, Confins, Santos Dumont, Guarulhos e Brasília. Todos tiveram notas gerais consideradas medianas ou ruins. Foram avaliados oito quesitos: acesso ao aeroporto via transporte coletivo, placas de orientação, as telas que…
Para quem mira uma vaga de trainee ou estágio, confira as oportunidades disponíveis nos programas com inscrições abertas em ordem crescente de término do prazo. BTG Pactual - trainee e estágio Para trainee, há oportunidades para formados em administração, ciências contábeis, ciências econômicas, matemática, engenharias, entre outros cursos, entre junho de 2012 e dezembro de 2014. É necessário falar inglês fluentemente. As oportunidades para estágio são na área de TI para trabalhar no Rio de Janeiro ou em São Paulo. Podem se candidatar alunos dos cursos tecnologia ou de engenharias elétrica, eletrônica, mecatrônica, mecânica e da computação. Alunos dos cursos de tecnologia ou de engenharias elétrica, eletrônica, mecatrônica, mecânica e da computação podem se candidatar a vagas no Rio de Janeiro ou em São Paulo. É desejável fluência no idioma inglês. Salário: não informadoInscrições: para trainees até 24 de julho pelo site do programa. Para estágio até o dia 31…
  O futuro dos transportes hidroviário e cabotagem no Brasil serão discutidos em agosto em Brasília. A segunda edição do fórum abordará temas de extrema importância para armadores, usuários, operadores e investidores destes modais.   Será uma excelente ocasião para debater e traçar caminhos para o desenvolvimento dos modais hidroviário e cabotagem. Conheça os temas propostos para discussão e alguns nomes confirmados para os painéis de debates.   Alguns assuntos que serão abordados O futuro dos Transportes Hidroviários e de Cabotagem no Brasil Como empresas e navios estrangeiros podem se beneficiar do transporte aquaviário brasileiro Novo Marco Regulatório e mudanças de gestão em todo o setor O Transporte costa a costa de Carga de Projeto A Cabotagem como parte da solução dos gargalos logísticos no Brasil As principais rotas fluviais e ligações existentes com outros modais Entraves na construção de eclusas e possíveis soluções   Informações e inscriçõesTelefone: 11 5051-6535E-mail:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
A Aeronáutica vai criar corredores exclusivos de aviões diante da expectativa de maior fluxo de voos na reta final da Copa do Mundo da Federação Internacional de Futebol (Fifa) no Brasil. O chefe do Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), coronel Ary Rodrigues Bertolino, disse hoje (7) à Agência Brasil que a estratégia consta em mexer nos limites dos espaços aéreos, de modo a dividir mais as rotas existentes, diante do aumento previsto do fluxo de voos nos últimos jogos da Copa. “Ou seja, aonde eu teria quatro controladores, terei seis. Com isso, aumento em 50% minha capacidade de gerenciamento do espaço aéreo”, explicou. Ele salientou que a medida servirá para otimizar o fluxo de aeronaves, preparando os aeroportos para maior capacidade. “É como se eu estivesse colocando uma faixa reversível para poder escoar mais carros”, comparou Bertolino. Para a grande final da Copa, no próximo domingo (13), o…
A construção do Ferroanel de São Paulo era para ter sido iniciada no começo dos anos 2000, com a primeira etapa do Rodoanel Mário Covas. Na época, discutia-se a viabilidade dos 66 quilômetros do tramo Sul que, assim como o Norte, seria construído em paralelo com a rodovia. A indefinição do Governo Federal, que passava por transição política, engavetou o projeto. Atualmente, o tramo Norte é considerado estratégico para economia nacional. Por isso, é tratado como prioridade. Oficialmente, entretanto, o Ministério dos Transportes não descartou o tramo Sul, que deverá interligar as linhas de Parelheiros as de Rio Grande da Serra. A pasta limita-se a dizer, por meio da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), que ele está sob avaliação. Para o presidente da Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa), Laurence Casagrande Lourenço, o tramo Sul, como havia se imaginado há mais de uma década, não poderá ser concretizado. Será preciso rever…
Um total de 6,9 mil quilômetros de vias navegáveis formam a bacia do Rio Paraná. A extensão é mais de quatro vezes maior do que os 1,6 mil quilômetros utilizados atualmente. Ela foi conhecida graças ao Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) da Hidrovia Tietê-Paraná, que foi apresentado em Brasília. Toda essa extensão corta cinco estados e é considerada um excelente investimento tanto público como privado, segundo a consultoria especializada que realizou o estudo. O material foi apresentado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) durante um encontro que reuniu representantes dos Governo Federal e dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Paraná e Mato Grosso do Sul. Além dos planos de investimento, foram destacadas soluções para a normalização da navegação na Tietê-Paraná por conta da seca. Mas o principal item da pauta foi a apresentação do EVTEA da hidrovia. O estudo avaliou as melhores práticas…
Reduzir em cerca de 50% o tempo de entrada de contêineres de importação que desembarcam em outros terminais é o objetivo da Embraport com o uso de um aplicativo que permite a automatização do processo. Ele foi desenvolvido pela equipe do terminal em parceria com uma empresa terceirizada e será responsável pelo monitoramento das caixas metálicas até o acesso ao gate da instalação, que fica na Área Continental de Santos. Foram necessários pelo menos dois meses para o desenvolvimento do aplicativo e sua fase de testes, durante a operação do terminal. Ele servirá apenas para os contêineres que tem como destino a Embraport, mas desembarcaram em outras instalações do cais santista. Há cerca de trinta dias, o novo sistema eletrônico começou a ser utilizado por caixeiros e vistoriadores e é considerado um sucesso. Os primeiros são responsáveis por conferir os contêineres no momento em que eles desembarcam em outros terminais.…
Novos sete navios e o diálogo constante com o Governo Federal são as apostas da armadora Log-In para ampliar suas operações de cabotagem no Brasil. A empresa, até 2016, vai renovar totalmente sua frota, ficando apenas com cargueiros capazes de transportar 2.800 TEUs (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés). Atualmente, ela conta com embarcações de 1.700, 2.500 e também de 2.800 TEUs. A companhia acredita que o modal crescerá nos próximos anos e poderá competir mais pontualmente com as rodovias. Levantamentos realizados por ela apontam que, a cada 11 contêineres transportados por caminhões, ao menos seis poderiam ser movimentados por meio do serviço da cabotagem. “Esse movimento (a transferência da carga do caminhão para o navio) implica em redução de custos logísticos da cadeia de transportes, eficiência ambiental e segurança para as cargas e nas estradas”, avalia o diretor-presidente da Log-In, Vital Jorge Lopes. De acordo com o…
Para quem mira uma vaga de trainee ou estágio, confira as oportunidades disponíveis nos programas com inscrições abertas em ordem crescente de término do prazo.   Kinross - trainee    O programa tem duração de 4 anos. Neste período, o trainee tem a possibilidade de trabalhar nas unidades da empresa no Brasil, Canadá, Estados Unidos, Chile, Rússia, Gana e Mauritânia.    As oportunidades são para formados entre dezembro de 2012 e dezembro de 2014 nos cursos de Geologia e Engenharias (Metalúrgica, Ambiental, Civil, Controle e Automação, Minas, Produção, Elétrica, Mecânica, e Química). É preciso ter inglês fluente.   Inscrições: até 9 de junho no site da Kinross    Arezzo&Co – trainee    Há oportunidades para formados entre 2012 e 2013, ou com previsão de formatura até junho de 2014, nos cursos de Economia, Administração de Empresas, Comunicação Social (com habilitação em Marketing, Publicidade e Propaganda ou Relações Públicas), Relações Internacionais, Psicologia, Negócios da Moda,…
Pagina 3 de 20