Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish
Negócios e Oportunidades - SAC Armazenagem & Modais
O presidente da Transpetro, Sérgio Machado, anunciou nesta segunda-feira o recebimento do quarto navio de produtos - José Alencar -, construído no Estaleiro Mauá.   Também anunciou para o início de 2014 o recebimento do navio do navio Dragão do Mar, que está sendo construído no Estaleiro Atlântico Sul (EAS). E fez questão de frisar que a expectaiva da estatal é receber três embarcações por ano.   Segundo ele, oito navios estão sendo construídos. Até o fim deste ano, cinco já foram entregues.   - O campo de Libra vai demandar de 12 a 18 plataformas, barcos de apoio, sondas. Enfim, o Promef veio para ficar. Temos a terceira maior carteira de encomendas do mundo e que vai crescer mais porque vamos ser o quarto maior produtor de petróleo do mundo.   Sérgio Machado, que realizou palestra sobre os desafios da indústria naval na sede da Associação Comercial do Rio…
O gerente do departamento de energia do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Eduardo Barros das Chagas, afirmou nesta quarta-feira (06/11), que os desembolsos da instituição para o setor de energia e logística devem ficar próximos a R$ 29 bilhões neste ano. No primeiro semestre de 2013, a liberação de crédito para projetos desta área atingiu R$ 12 bilhões. Ele destacou que esse número era bem menor em 2003, quando ficou em R$ 2,7 bilhões. Chagas destacou que os financiamentos do BNDES para projetos de infraestrutura atingiram R$ 184 bilhões de 2008 a 2011 e deverão saltar para R$ 250 bilhões entre 2013 e 2016. Neste setor, um dos principais destaques da liberação de créditos é a área de energia, que recebeu R$ 82,2 bilhões entre 2008 e 2011. Esse valor deve subir para R$ 85,1 bilhões de 2013 a 2016. O banco não informa dados relativos a…
Quarta, 06 Novembro 2013 08:28

ALL briga com ex-parceira na Justiça

Por
O mercado de logística vem sendo palco de uma briga de cachorro grande como há muito não se via. Quem deflagrou o conflito foi a ALL, concessionária que detém quase metade da malha ferroviária do Brasil e tem entre os sócios os maiores fundos de pensão do País. Em 10 de outubro, anunciou que entrara na Justiça para questionar o contrato com um cliente tão grande quanto ela. Trata-se da Rumo, a maior empresa de transporte de açúcar do mundo, braço de logística do Grupo Cosan, que reúne negócios de açúcar e de energia. O contrato, celebrado em 2009 entre ALL e Rumo e hoje questionado, é inovador para os moldes brasileiros: é de longo prazo - vale até 2015 - e une uma concessionária e seu cliente em um investimento de R$ 1,2 bilhão para a ampliação e modernização do sistema ferroviário. Poderia servir de inspiração para outras associações…
  O Mubadala, fundo soberano de Abu Dhabi, quer conhecer melhor o Brasil para expandir os investimentos no país. Até agora, o único investimento relevante do braço de participações do governo do emirado árabe foi fechado com o grupo EBX, do empresário Eike Batista, mas o fundo acredita que, caso o ambiente político seja favorável, há muito mais oportunidades.   Tariq Bin Hendi, diretor da área de investimentos estratégicos do Mubadala, chegou ao Brasil com a missão de conhecer melhor a maneira como se faz negócios por aqui e apontar possibilidades para aportes de capital. O executivo disse ao Valor que os setores agrícola e de infraestrutura parecem interessantes, mas que não há nenhuma indicação sobre qual área é a preferida.   Sobre Eike Batista, Bin Hendi afirmou que não conhece o empresário pessoalmente, nem cuidou da transação que deixou o fundo com participação de 5,63% na EBX. Ele também…
As 12 obras consideradas prioritárias pelo Projeto Centro-Oeste Competitivo – divulgado na semana passada – para evitar o colapso no sistema de logística e transportes de cargas em Mato Grosso do Sul no ano de 2020 despertam baixo interesse dos investidores e metade delas ainda está “na gaveta” do Governo Federal, segundo matéria publicada na edição de hoje (3) do jornal Correio do Estado.   Para reverter este quadro, o governador André Puccineli (PMDB/MS) já fez, nos últimos anos, reuniões com empresários, ministros e até com a presidente Dilma Rousseff para enfatizar que algumas obras serão primordiais para garantir o crescimento do Estado e evitar este colapso.   Na última semana, o governador voltou a reforçar que a saída de cargas do Estado pelo Pacífico reduz o valor do frete e cria um novo eixo de comércio. “O frete rodoviário é quatro vezes mais custoso que o frete hidroviário, duas…
SÃO PAULO - O vice-presidente executivo de Finanças, Controladoria & RI da Gerdau, Andre Pires de Oliveira Dias, disse, nesta quinta-feira, 31, em teleconferência com a imprensa, que o aumento das exportações a partir das operações da Gerdau no Brasil ocorreu devido "a oportunidades pontuais no mercado", pela taxa cambial que tornou mais atrativa as vendas externas. As exportações a partir da unidade brasileira chegaram a 369 mil toneladas, queda de 18,4% em relação ao visto no mesmo período do ano anterior. No entanto em relação ao segundo trimestre do ano subiu 40,8%.Segundo o executivo, esse aumento das exportações no terceiro trimestre em relação ao trimestre imediatamente anterior não significou uma mudança da estratégia da empresa e, para os próximos períodos a tendência é que as vendas ao mercado interno voltem a crescer, conforme visualizado nos números da empresa no acumulado do ano. Minério de ferro A venda de minério…
O Aeroporto Internacional de Curitiba - São José dos Pinhais/Afonso Pena (PR) lançou na terça-feira (29/10) o Programa Infraero de Eficiência Logística (Piel). O projeto tem como objetivo reconhecer e premiar as organizações que mais se destacaram pela eficiência na gestão dos processos da cadeia logística nos terminais de carga da Infraero. Em maio, os aeroportos do Recife (PE), de Salvador (BA) e Fortaleza (CE) também receberam a iniciativa.   O programa monitora e avalia o desempenho de todos os envolvidos nos processos de importação, incluindo seus prestadores de serviço, como agentes de carga, despachantes aduaneiros e transportadores rodoviários. O monitoramento integrado enfatiza a importância da eficiência nos serviços de todos os elos do setor, prezando pela excelência das operações logísticas.   Os resultados são divulgados por meio de um ranking periódico e, passado um ano do início da mensuração, as empresas que mais se destacam nos diversos setores são…
Assim como investimentos e projetos de execução, a desburocratização dos processos para concessão de licenças ambientais é essencial para resolver o problema da infraestrutura de transporte do Brasil. A opinião é do vice-presidente diretor da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), José Ramos Torres de Melo Filho. Ele participou do debate virtual “Rumos da Indústria”, da Confederação Nacional de Indústria (CNI). Presidente da Comissão Nacional de Infraestrutura e Logística, da CNA, e da Câmara Temática de Infraestrutura e Logística (CTLOG), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Torres de Melo Filho lembrou que o processo de licenciamento ambiental tornou-se ainda mais complexo devido às novas regras definidas por meio da Portaria 419. Publicada no dia 26 de outubro, a portaria determinou que a Fundação Nacional do Índio (Funai), a Fundação Cultural Palmares (FCP), o Instituto Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e o Ministério da Saúde sejam…
A Confederação Nacional da Indústria (CNI) promove, nesta quarta-feira (30), a partir das 11h, mais um debate virtual Rumos da Indústria.   A quarta edição do bate-papo terá como tema a logística e os desafios de planejar e melhorar a infraestrutura de transportes brasileira nos próximos anos.   Participam do debate Bernardo Figueiredo, presidente da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), José Ramos Torres de Melo, vice-presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Wagner Cardoso, gerente-executivo de Infraestrutura da Confederação Nacional da Indústria (CNI), e Olivier Girard, diretor da Macrologística, empresa responsável pela série de estudos regionais de competitividade, patrocinados pela CNI e federações estaduais da indústria. O bate-papo virtual será moderado pelo jornalista Guilherme Queiroz. O player para assistir, ao vivo, será publicado nesta página instantes antes do início.   O debate ocorre um dia após o lançamento do Projeto Centro-Oeste Competitivo, uma iniciativa conjunta da…
Pagina 11 de 20