Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish
Negócios e Oportunidades - SAC Armazenagem & Modais
O Terminal de Logística de Cargas (Teca) do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes é, atualmente, o maior em movimentação de mercadorias no País, de acordo com último boletim estatístico da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Até outubro, 135,3 mil toneladas passaram pelo complexo, superando os aeroportos do Galeão (RJ) e Confins (MG). Apesar de alcançar o topo do ranking, na comparação com o ano passado, Manaus deve fechar o ano com retração nas operações, admite a gerente de logística da Infraero, Maria Cristina Prado. Além dos desafios ocasionados pela economia atual, Prado prepara o Teca para receber a demanda do Polo Industrial de Manaus (PIM) impulsionada pela Copa de 2014, com investimentos que chegam a R$ 100 milhões. Como está hoje o tempo para liberação e a capacidade de cargas da Infraero em Manaus? Hoje já temos uma folga no processo de liberação de cargas, atualmente com prazo médio de…
Na avaliação de entidades do setor e especialistas, concessão da BR-163 pode inaugurar fase mais competitiva para a economia do País   Em Mato Grosso, muitos produtores têm reservas em relação à cobrança do pedágio porque a tendência é que a tarifa se transforme em mais custo a ser descontado da saca de grãos. Assim, apesar de a tarifa de pedágio ter caído no leilão de concessão da BR-163, o valor foi considerado apenas "razoável" para Carlos Fávaro, presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja/MT).   Em entrevista ao Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado, Fávaro afirmou que apesar da relutância dos produtores, a cobrança tende a ser bem recebida pelo setor: "O pior pedágio é a falta de rodovia". E as deficiências da BR-163 se transformaram em constante fonte de prejuízos, pois aumentam os gastos com manutenção dos veículos e tornam…
O projeto de lei 661/2013, que muda o regime jurídico da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), foi aprovado nesta quarta-feira (27) pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa do Paraná. Agora, o projeto segue para as demais comissões.     Encaminhado esta semana pelo Poder Executivo à Assembleia Legislativa, o projeto visa alterar o regime jurídico da Appa de autarquia para empresa pública. A mudança é uma obrigação imposta pela legislação que regula o setor portuário. “O projeto visa readequar legislativamente a Appa pondo fim às distorções e às demandas trabalhistas, além de propor o alinhamento com os novos marcos legais do setor portuário, criados em 2012, com a medida provisória 595, e que culminaram, em 2013, com a lei 12815”, explica o chefe de gabinete da Appa, Sebastião Henrique de Medeiros. Se aprovada a alteração, a Appa passará a ser uma empresa pública.…
O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), quer ser o melhor aeroporto da América Latina.   Segundo Graziella Delicatto, responsável pela relação com as agências aéreas do Aeroporto de Viracopos, Campinas está tentando implementar o modelo aeroporto-cidade. "O poder do interior de São Paulo é que movimenta o aeroporto", disse. Viracopos é uma das cinco maiores obras do país e recebeu mais de R$ 9,5 bilhões de investimentos. Segundo Graziella, 30% da carga do país passam pelo aeroporto. "Queremos o mesmo na área de passageiros, que hoje já recebe 10 milhões de passageiros por ano" comentou. Viracopos, segundo ela antecipou, está trabalhando para captar novas companhias aéreas internacionais para operarem na cidade. "A Azul terá em breve code share com Tap e isso facilitará muito nossa captação. A distribuição dos passageiros é muito importante", disse. Outra novidade é a recente assinatura do aeroporto com uma rede hoteleira para instalação…
Do mesmo modo que a União está cedendo o controle integral de aeroportos a particulares – pois os 49% que ficam com a Infraero não parecem significar obstáculo à gestão privada – o mesmo poderá ocorrer com portos.    Desde 1993, os governos têm cedido terminais a privados, mas não portos inteiros. Historicamente, dois portos já foram totalmente controlados por empresas privadas: Imbituba, em Santa Catarina, e o Porto de Santos, que ficou quase um século com a Companhia Docas de Santos, do grupo Gafreé Guinle, até 1980. Em palestra no evento Port Finance International, no Rio, o subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil da Presidência da República, Luis Felipe Valerim Pinheiro, admitiu – o que é uma grande novidade – que a União poderá ceder totalmente portos a privados.   – Não há um projeto específico em exame, mas o governo não descarta essa possibilidade – disse Valerim…
Atrasos em concessões de estradas de ferro também reduzem a capacidade de crescimento da empresa          A ALL – América Latina Logística SA –, maior operadora ferroviária do Brasil, deverá ter os lucros mais decepcionantes entre seus pares nas Américas, já que gargalos nos portos e atrasos em concessões de estradas de ferro reduzem sua capacidade de crescimento. Os analistas monitorados pela Bloomberg reduziram suas estimativas em relação aos ganhos por ação da ALL em 2014 em 16 por cento, em média, nos últimos três meses, o maior percentual entre 16 empresas transportadoras no índice Bloomberg Americas Transportation. O lucro de 12 centavos por ação que a ALL, com sede em Curitiba, reportou no terceiro trimestre, em 5 de novembro, ficou abaixo da média das estimativas de seis analistas, de 17 por cento. A ALL resume o fracasso do Brasil em cumprir seu papel de potência de…
A nova campanha de dragagem de manutenção dos portos paranaenses começou na manhã desta terça-feira (20), em Paranaguá.   O superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa, )Luiz Henrique Dividino, afirma que, durante a obra, não haverá restrições de navegação no canal, nem das atividades de pesca, apenas alguns cuidados adicionais de segurança. A draga chinesa Xin Hai Niu irá retirar, nesta primeira fase, 1,3 milhão de metros cúbicos de sedimentos, na bacia de evolução (área Charlie 1) e nos berços (Charlie 2). Além destas áreas, serão dragados os canais de acesso ao Porto de Paranaguá e ao Porto de Antonina. A obra custará R$ 115 milhões e será paga com recursos próprios Appa. “Estamos realizando a terceira campanha de dragagem somente neste governo. A obra contempla a dragagem da bacia de evolução, que há mais de uma década não era dragada”, afirma o governador Beto Richa.…
O Porto de Tubarão, no Espírito Santo, onde estão as mais antigas operações portuárias para a exportação de minério de ferro da Vale, passa por uma fase de modernização. O porto começou a ser construído no governo de João Goulart, em 1962, e foi inaugurado quatro anos depois, em 1966. O terminal permitiu atracar grandes navios para a época e alavancou as vendas externas da Vale. Quase 50 anos depois, Tubarão está recebendo R$ 1,8 bilhão em investimentos para tornar-se mais eficiente via redução de custos e aumento da segurança operacional. Como resultado, espera ter ganhos de produtividade e manter-se como um dos portos mais eficientes do mundo na movimentação da commodity. Tubarão escoa cerca de 30% da produção anual de minério de ferro da Vale. Em 2013, o terminal deve embarcar 103 milhões de toneladas de minério de ferro e pelotas, 18% abaixo de sua capacidade, de 125 milhões…
A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) antecipou para esta segunda-feira a publicação do edital - previsto para 27 de novembro - para a concessão de trecho da rodovia BR-163 (MS).   Segundo o órgão, ele prevê que o leilão acontecerá no dia 17 de dezembro, em São Paulo, na BM&FBOVESPA, às 10h.   O edital ainda determina a execução dos serviços de duplicação, recuperação, manutenção, conservação, operação, implantação de melhorias e ampliação da capacidade de 847,2 km da BR-163. A concessão faz parte da Terceira Etapa - Fase III (lote 6), das Concessões de Rodoviárias Federais, integrante do Programa de Investimentos em Logística (PIL).   Segundo o edital, o teto para a tarifa do pedágio é de 0,0927 reais por quilômetro, o que corresponde a 9,27 reais para cada 100 quilômetros. O valor estimado do contrato é de 18,838 bilhões de reais  Os investidores interessados devem entregar suas propostas,…
Pagina 10 de 20